Infectlab Tecnologies


Detido hacker romeno procurado por invadir site do eBay

Um tribunal de Bucareste ordenou hoje a detenção de um hacker romeno de 20 anos procurado por invadir várias vezes o site de leilão na internet eBay e causar prejuízos avaliados em mais de US$ 2 milhões.
A Polícia procurou durante dois anos o jovem, identificado como Vlad Constantin Duiculescu, morador de Bucareste.

As autoridades romenas tinham alertado a Polícia federal americana (FBI) sobre suas atividades pela primeira vez em abril de 2005.

O jovem foi detido em seu apartamento, localizado no 5º andar, mas conseguiu atirar pela janela três laptops antes que a Polícia forçasse a porta. No entanto, os especialistas esperam poder recuperar os dados.

O hacker, que utilizava o codinome de “Vladuz”, criou um programa que permitia coletar os dados pessoais e os códigos dos cartões de crédito dos funcionários do eBay, um aplicativo o qual tentou vender pela internet à própria companhia prejudicada.

Os prejuízos causados por esta invasão na companhia, que teve que reconfigurar seu sistema de segurança após o ataque, foram estimados em mais de US$ 2 milhões.

Outro jovem romeno, Victor Faur, foi acusado em 2006 pela Justiça americana de ter entrado em 150 bases de dados da agência espacial (Nasa), do Departamento de Energia e da Marinha americanos.

Anúncios

Yahoo pode sair ainda mais caro para a Microsoft

Caso a Microsoft obtenha sucesso em seu esforço por adquirir o Yahoo, terá ainda mais uma conta a pagar. Os acionistas da empresa adquirida certamente terão de ser, e serão, pagos, mas é altamente provável que a Microsoft precise criar um pacote de incentivos financeiros a fim de reter engenheiros e executivos talentosos e impedi-los de procurar outros empregos no Vale do Silício. O programa de retenção de funcionários poderia sair caro, a um custo potencial de bilhões de dólares, se tomarmos por base o que a Microsoft fez ao adquirir outra empresa de tecnologia, em 2007.

Um estudo da transação sugere até que ponto os funcionários são recursos vitais em empresas cujo trabalho essencial é gerar idéias, posteriormente transformadas em software e serviços. O custo oculto do “seguro contra fuga” de funcionários pode ser um dos motivos para que a Microsoft venha resistindo a elevar sua oferta, que no momento é de US$ 42 bilhões (equivalente a cerca de R$ 70 bilhões).

Em maio passado, a Microsoft adquiriu a Tellme Networks, uma empresa que desenvolve software de reconhecimento de voz usado em centrais de atendimento telefônico e em buscas na Internet via comandos de voz. A Microsoft pagou US$ 800 milhões pela Tellme, uma empresa de capital fechado sediada na Califórnia, mas investiu outros US$ 100 milhões em pacotes de retenção de funcionários, de acordo com duas fontes próximas à Microsoft. Esse dado não havia sido revelado anteriormente.

Bonificações em dinheiro, opções de ações e outros incentivos para estimular funcionários a permanecerem na empresa depois de uma tomada de controle são práticas comuns no Vale do Silício, dizem especialistas em capital para empreendimentos e analistas do setor. Esses planos de incentivo, acrescentam, podem se estender mais a fundo nas fileiras da engenharia, o que não se assemelha às práticas de outros setores, nos quais apenas os principais executivos recebem esse tipo de tratamento.

Para a Tellme, que tinha 330 funcionários, o dinheiro envolvido equivale a mais de US$ 300 mil por pessoa (cerca de R$ 500 mil). O Yahoo é uma empresa muito maior, com mais de 14 mil funcionários em todo o mundo. Caso a Microsoft adquira o Yahoo, qualquer programa de retenção de funcionários seria mais direcionado e menos amplo do que no caso da Tellme, dizem analistas. Mas mesmo um programa proporcionalmente muito menor poderia acrescentar mais uma despesa considerável à transação, talvez mais US$ 2 bilhões, estimam os analistas.


As 10 Mortes mais Bizarras do Mundo

Segue o link do Blog do Mandioca… com as 10 mortes mais bizarras do mundo.

Blog do Mandioca


Uma merda só!

Caminhão com fezes tomba e bloqueia rodovia

Uma rodovia no Estado americano de Indiana ficou fechada por quase toda esta quinta-feira depois que um caminhão carregado de fezes humanas tombou, informou a agência AP. Segundo o motorista, a carga estava sendo levada a uma usina de reciclagem na cidade de Portage.
Durante todo o dia, a equipe responsável pela limpeza de cargas perigosas de Lake County e os bombeiros de Crown Point limparam a sujeira. Ambos os sentidos da rodovia foram bloqueados durante o trabalho. O motorista recebeu uma notificação por levar a carga sem proteção.


Softwares Essenciais para downloads.

Procurando algum software e não está achando? Vale a pena dar uma olhada nesse link. Ele tem uma lista com alguns programinhas essenciais para o seu computador, e seus links para downloads. Lá também tem downloads de jogos.

Link aqui: baixarjogos.wordpress.com


Envie Torpedos de Graça!

A empresa de Voip Jaxtr lançou uma função que permite enviar de graça SMS para qualquer telefone. É só se cadastrar no site e depois ir na barra à direita, em “Send a FREE text message”. Testei aqui e funcionou normal.

Vale lembrar que outra ferramenta faz isso, o Gizmosms, do projeto Gizmo, ferramenta de telefonia pela internet, parecida com o Skype.

A Jaxtr é a mesma empresa que, no ano passado, lançou um widget que, quando instalado em um blog, permite que um visitante converse via Voip com o editor do site.


O Rádio não MORREU!

Radio não morreu!

A Associação Nacional de Difusores [National Association of Broadcasters, NAB], nos EUA, lançou uma campanha na rede para mostrar que o rádio ainda é relevante. Além de sites, banners, impressos, a campanha Radio Heard Here contará com vídeos no YouTube.

David Rehr, diretor da organização, disse recentemente em conferência que as rádios sempre ofereceram conexão com os ouvintes e isso a tecnologia não mudou, ela “apenas mudou os dispositivos de recepção”.

A animação de Rehr vem de um aumento de 2% na publicidade nas rádios nos EUA, em relação ao ano passado.

É meio redundante falar isso. Mas, as rádios, claro, não morreram. As mais relevantes vêm se reinventando – vide o Radar Cultura e a NPR – e utilizando a rede como uma forma de alcançar uma audiência global, mesmo caminho de alguns jornais.


Microsoft lança Buscador de Notícias

A Microsoft voltou à área de busca de notícias. Depois de desativar há algum tempo o Newsbot, lançou nesta semana o Live Search News. É uma resposta clara ao Google News.

Por enquanto, o serviço está bem simples. Pelo visto, indexa poucos sites de notícias, mas já conta com uma integração com os vídeos do portal MSN e uma interface mais limpa em relação à ferramenta da Google.


Renascimento.

Olá, caros leitores.

Depois de um tempo sem atualizar meu empoeirado blog, resolvi voltar ao mundo dos blogueiros. Espero que vocês gostem das novidades que eu vou trazer.

Atenciosamente,

Andrei Stakovic.


E o velho vai se juntando ao novo e vice-versa.

Esta semana tivemos bons exemplos de como as novas e as tradicionais mídias [ou grande mídia] estão se misturando:

1) Aqui, no Brasil, Rede Globo com canal exclusivo no YouTube.

2) Lá fora – a CBCNews.ca, uma das maiores redes de TV da Canadá, fechou uma parceria com o sistema de monitoração de blogs Tecnhorati para que adicione, em seu site, links para blogs relevantes que estejam comentando suas matérias

3) O The New York Times contratou um blogueiro, que cresceu e fez o seu nome nas novas mídias.

4) E, por outro lado, o ValleyWag, blog de fofocas do Vale Silício, contratou Owen Thomas, editor da revista Business 2.0, que fez o seu nome na grande mídia.

5) Uma das maiores redes de TV dos EUA, a CBS, vem inserindo vídeos feitos ou escolhidos por seus usuários em sua programação.

6) A CBS é a mesma que comprou, no mês passado, a LastFM, que será inserida em sua estrutura tradicional de rádio e TV.

7) A MySpace fechou um acordo com a Sony Television para começar a publicar versões curtas de antigos seriados na rede social.

Apostar e fazer uma leitura destes 7 exemplos como uma suposta guerra entre “grande mídia vs novas mídias” é um erro. A tendência é que elas vão se misturar e criar mídias híbridas, por assim dizer.

Até por que, assim como a TV e o rádio, um dia as “novas mídias” [blogs, podcasts e videocasts] deixarão de ser… novas [na minha opinião já estão deixando, mas é assunto para outro post].

Não é à toa que saiu no Media 2.0 Intel Report um artigo afirmando que é um erro pensar que uma tecnologia substitui a outra.

Não é por que surge uma nova tecnologia [mídia] que a outra vai acabar. Não são coisas excludentes. Complementam-se para criar experiências novas